domingo, 15 de maio de 2011

ESTUDANTES APOIAM A GREVE - mas a mída se cala.


 

Olá pessoas do mundo virtual, transcrevo um texto do meu amigo Gildomar Marinho que por sua vez busca em outro blog informações. Estes textos tratam da barbárie política que vivemos no Maranhão. Leiam, reflitam e depois se calem como sempre, ou digam aos quatro cantos que na verdade a DIlmá é PETRALHA., e o governo é de canalhas.
(Moisés de Brito)

 

 

"Não existe almoço grátis. Aos poucos, vem a fatura da compra do PT no Maranhão pelo grupo Sarney.

E ela vem como sol na moleira e sal na ferida.

Enquanto a grande mídia tece olas aos movimentos revolucionários do mundo árabe, bem aqui no nosso quintal, um movimento de lesa pátria contra uma geração  está acontecendo.

A CUT maranhense em silencio obsequioso, os sarnopetistas tentando criminalizar o movimento e a grande mídia, refém de seus próprios vícios, mostrando que no Maranhão é uma festa, e a grande família, rindo de tudo, prepara seus enfeites para o desfile do carnaval no Rio, ano que vem, mês que foi.

Patética e sombria este quartel da história maranhense, que mói heróis e desmascara párias.

 

Aos amigos que não são do Maranhão, isso é um pequeno retrato da última oligarquia ativa no nosso país e vale ressaltar que o apoio do PT ao grupo Sarney foi fruto de uma controversa intervenção do Diretório Nacional, que teve uma forte rejeição no Maranhão, simbolizada na greve de fome dos companheiros Manoel da Conceição, um dos fundadores do PT Nacional, Terezinha Fernandes, ex-deputada federal, e Domingos Dutra, deputado federal.

 

Gildomar Marinho. 


Enquanto uma grande parte do movimento estudantil de São Luís se vende para deputados corruptos lá em imperatriz estudantes vão às ruas para apoiar a greve dos professores e exigir o recomeço imediato das aulas. O texto abaixo e as fotos foram extaríados do Blog do Professor Carlos Hermes:

O movimento começou às 7 horas em frente a escola Graça Aranha, onde o gestor regional de Educação tentou pessoalmente impedir o movimento batendo boca com professores e chamando-os de irresponsáveis como costuma fazer. As imagens abaixo mostram o seu fracasso, ao invés de seguir um "carrega malas" da família Sarney desde a época da ditadura militar os estudantes seguiram seus mestres numa aula imensurável de cidadania.

Estudantes das escolas Raimudo Soares, Urbano Rocha, Santa Rita de Cássia, Amaral Raposo, Nascimento de Moraes, Edison Lobão e Dorgival Pinheiro de Sousa se juntaram numa só voz em apoio aos professores e em repúdio ao governo Roseana Sarney.

No seu percurso o movimento passou pela Unidade Regional de Educação, centro comercial na rua Getúlio Vargas, parou em frente ao estabelecimento comercial da família do deputado Léo Cunha onde os manifestantes denunciaram a traição do parlamentar à cidade e ao povo.

"Ao invés de falar e agir pelo povo, doutor Antonio de Pádua se esconde "em baixo da saia" de Roseana Sarney" numa hora dessas", afirmou um professor indignado.

MIRANTE (Mirante é a afiliada da Rede Globo no Maranhão)

Ainda na rua Alagoas os estudantes e professoes pararam em frente ao Sistema Mirante de Comunicação. Aos gritos e palavras de ordem repudiaram a manipulação de informações sobre a greve feita pela TV de propriedade de José Sarney e comandada pelo seu filho Fernando Sarney, investigado pela Polícia Federal como suspeito de comandar uma quadrilha do crime organizado no país.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário