sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Medalhistas sem mérito ou mundo bizarro?


 
 
Informação nunca é demais ou tem um certo limite? Fiquem sabendo vocês que o totalmente despreprado prefeito Edivaldo e secretários receberam a medalha Simão Estácio da Silveira pelos serviços prestados à São Luís. Sinceramente gostaria de saber que tipos de serviços prestados foram considerados nesta honraria. Segundo informações colhidas por aí, a medalhaSimão Estácio da Silveira” é considerada a maior honraria do Legislativo Ludovicense, instituída pela Lei Orgânica do Município desde mil trocentos e sei lá quanto e o fato é que a Medalha Simão Estácio da Silveira é um troféu, é uma coroa de glória, é um prêmio sem dúvida, e uma espécie indefinida de Oscar do mérito provincial mesmo quando não há mérito. Neste momento ela parece ser distribuida (entregue)quase como um lobby e muitas vezes, como agora, acaba deixando boquiabertos aqueles que realmente sabem o que é mérito.
Edivaldo Holanda Junior tem um governo seriamente desprovido de méritos e que, na virada do segundo para o terceiro ano de nada a mostrar, ainda é chamado a ganhar uma honraria como esta medalha que significa "a mais alta honraria do legislativo municipal". Neste momento percebemos a profunda  contradição existente nestas instituições. Nada pode deixar menos interessado pela política o cidadão que se depara com um fato destes. É como aprovar o aluno que ficou abaixo da média. Na educação sim, alguém dirá, nós temos os conselhos de classe para isto! Temos mesmo, e sabemos como isto tem prejudicado a evoluçaõ educacional que tato precisamos. No momento em que alunos desprovidos de qualquer interesse em se educar e sem realizar nenhum estudo que o façam ser aprovado conseguem "passar de ano", os outros alunos que têm mérito para passar acabam desmotivados de manterem seus comportamentos de estudo. Quem estuda passa e quem não estuda também. Esta é a mensagem. E a mesma mensagem chega a nós quando observamos gestores sem mérito ganhando medalhas de honra ao mérito.
Agora me veio uma imagem de quando eu era criança, um desenho animado chamado liga da justiça em que apareca um tal mundo bizarro, o mesmo que inspirou os roqueiros do Ramones em seu disco, lá tudo é ao contrário: o que é mau é bom e o que é bom é mau. Que louco né? Parece a realidade política brasileira: O bom é mau e o mau é bom. Será que não estamos vivendo no mundo bizarro?
Cenas do proximo capitulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário