quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

PREFEITOS! PAGUEM SUAS CONTAS

            Senhores prefeitos da região metropolitana e de todo estado do Maranhão, paguem suas contas em dia e não deixe faltar o que já sempre falta para a poulação: o básico! Prefeito, pense bem, você está gastando o nosso dinheiro. Deveria ter vergonha de ser chamado de incompetente e inepto, mas é isso que nos resta dizer: incompetente e inepto porque deixa de fazer o básico do básico. Dinheiro não falta, nós, os cidadãos do município, sabemos porque sai do nosso bolso e nunca deixa de sair. Sempre tem um imposto aqui e outro alí que vão direto para os cofres da prefeitura, o senhor sabe e eu sei. Tem dineiro fugindo pelo ladrão, então porque não pagar simplesmente as contas básicas? Da sua casa o senhor paga Água e Energia com o seu dinheiro do seu trabalho ou usufruindo do nosso dinheiro fruto do nosso trabalho? Me diga uma coisa, falta água e energia na sua casa? Será que já aconteceu? Já ficou sem água na sua casa? É uma experiencia que o senhor faz muitos sentirem. E energia, já experimentou ficar duas horas sem energia? E um dia todo? Será que a sua geladeira descongela? Humm sei...Então, muitos cidadãos estão vivendo esta experiencia forçadamente. Por inoperancia sua ou talvez inoperancia dos seus auxiliares. Vai saber. 
            Mas o fato é que muitos sofrem e poucos acodem. E uma máxima de um jornalsta famoso diz: "acorda pra Jesus senhor prefeito". E eu acho que é isto mesmo, alguns gestores precisam acordar para Jesus e pensar no que eles fazem os outros sofrerem, simplesmente por inoperancia e preguiça de trabalhar. Você, caro leitor, conhece algum prefeito assim? Que fica sem pagar as contas? Eu conheço mais de um. E o dinheiro é nosso, imagine só que falcatrua deve estar acontecendo por lá pelos cofres da prefeitura. Deixa de ser desse jeito seu prefeito sem noção. Tome cinco gotas de vergonha e faça o que você foi eleito pra fazer: trabalhe pelo cidadão do seu município. E não envergonhe Jesus se você for cristão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário